// Oricana - Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Orindiuva
Soja mantém preço firme no Brasil

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (18.02) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 1,24%, para a média de R$  88,69/saca. No acumulado do mês de Fevereiro, a alta já soma 3,94%.

 

 

“O mercado de soja no Paraná esteve pagando R$ 80,00/saca no balcão para o agricultor, em Ponta Grossa esta terça-feira, praticamente o mesmo valor dos últimos dias. No disponível para o mercado de lotes o preço girou ao redor de R$ 85,00 com pagamento final de março e a R$ 87,00 posto porto para pagamento final de março”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

 

No Mato Grosso a soja disponível finalizou a última semana cotada a uma média de R$ 72,89/sc, alta de 1,81%. “Além de o Dólar norte-americano ter registrado sua máxima, os bons níveis nos prêmios portuários também influenciaram”, apontam os analistas da T&F.

 

 

“O Real desvalorizado auxilia na maior competitividade do Brasil nas exportações de soja e acabou sendo um dos fatores que favoreceu a alta dos prêmios nos portos nesta última semana. O Dólar corrente renovou suas máximas históricas na última semana e finalizou com média de R$ 4,33/US$, elevação de 1,41%, fundamentada nas incertezas do mercado em meio ao coronavírus e aos dados da economia brasileira”, aponta a T&F.

 

Além disso, a colheita em MT já alcançou 58,22% da área total prevista para a safra 19/20, avanço de 13,72 p.p. Neste mesmo período no ano passado, este número já era de 68,76%. Na Bahia o preço para o disponível permaneceu inalterado em R$ 79,00, mas subiu um real para maio, também para 79,00. Mercado em alta com preços chegando próximo as pedidas (80), somente negócios de ocasião saindo.

 

Fonte: Agrolink -Leonardo Gottems
Imagem: Marcel Oliveira