// Oricana - Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Orindiuva
Perspectivas Cepea; hoje, acompanhe açúcar, etanol e café

O Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, divulga as perspectivas de 2020 de açúcar, etanol e café (confira as análises abaixo)

 

 

AÇÚCAR/PERSPEC 2020: Produção mundial pode se retrair, após duas temporadas de superávit
Depois de duas temporadas consecutivas de superávit mundial de açúcar, a safra 2019/20 pode registrar déficit. As esperadas quedas de produção na Índia e Tailândia devem pressionar a produção mundial de açúcar. Assim, a estimativa da Organização Internacional de Açúcar (OIA) é de déficit de 6,11 milhões de toneladas, número que ainda pode ser ampliado, caso as colheitas em importantes produtores asiáticos (incluindo China, Índia e Tailândia) forem inferiores às expectativas. 

 

ETANOL/PERSPEC 2020: Renovabio deve estimular retorno do crescimento da produção
O setor sucroenergético tem algumas datas referências, como 1973 no caso do Proálcool e 2003 com a entrada dos carros flex. Pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, indicam que, agora, 2020 será marcado como o ano que possibilitará, por meio do Programa Renovabio, a retomada do crescimento da produção desse biocombustível. O início do Programa foi estabelecido para janeiro de 2020, e muitas das decisões necessárias para a sua implantação já foram tomadas ou estão em andamento.

 

CAFÉ/PERSPEC 2020: Possível menor oferta em 2020 pode manter preços firmes
A próxima temporada brasileira 2020/21 poderá ser volumosa, segundo a opinião de agentes de mercado consultados pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, devendo somar pouco mais de 60 milhões de sacas. Ainda assim, a produção poderá ser inferior à safra 2018/19, que foi recorde (quase 62 milhões de sacas). Esse cenário atrelado ao maior volume de grão comercializado no encerramento de 2019 podem sustentar os valores do café nos primeiros meses de 2020.

 

Fonte: Portal do Agronecio/ CEPEA